Penedo: cinco restaurantes imperdíveis para todos os gostos

O salão principal do restaurante Vernissage – Foto de Bruno Agostini

O festival de feriados que teremos nas próximas semanas é um convite a pegar a estrada. Com a chegada do outono, a temporada mais fria inspira escapadas serranas – ainda que Búzios, Ilha Grande e Paraty, meus três destinos litorâneos preferidos, também ficam muito mais aprazíveis neste época, e até setembro, com o clima mais seco e temperaturas mais amenas.

Penedo não tem tantos restaurantes legais quanto outros destinos de montanha, como Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Visconde de Mauá. Mas tem pelo menos cinco que fazem a nossa felicidade, além dos sanduíches da Skandinavia, na medida exata para um final de semana na cidade, com acesso muito fácil, a poucos quilômetros da Via Dutra.

Além disso, é um destino cervejeiro por natureza: tem nada menos que três fábricas da bebida. Numa cidade com cerca de 6 mil habitantes é uma marca e tanto. Provavelmente é o maior índice per capta de cervejarias do Rio de Janeiro.

O forno da Pizza da Vila – Foto de Bruno Agostini (do Instagram @brunoagostinifoto)

Links nos textos

– Vernissage: Um dos mais aprazíveis no estado do Rio, para quem gosta de natureza, numa casa no meio da mata, ao lado de um riacho e com frequência de pássaros deliciosa, e uma comida à altura.

– Penedon BrewPub: Vou resumir. É simplesmente o BrewPub mais incrível do Rio, com uma exuberante lista de rótulos produzidos ali, em quantidades limitadas, incluindo uma Sour Ale que sozinha já justifica uma viagem, a meu ver.

– Pizza da Vila: Não fica nada a dever às boas pizzas de Rio e São Paulo. Aquela fórmula simples que faz a gente amar o prato: ótima massa, sempre fresca, aberta na hora e assada em forno a lenha muito quente, com coberturas compostas por ingredientes de qualidade.

– Jardim Secreto: Outro restaurante imerso no verde, numa linda casa, que serve uma cardápio delicioso e atraente, em um salão envidraçado, com bela vista e um serviço muito simpático.

– Casa do Fritz: Clássico da cidade, não pertence mais aos fundadores, mas a comida alemã continua sendo bem executada e a lista de cervejas feitas ali aumentou imensamente, o que torno o lugar obrigatório aos turistas interessados na bebida.

 

 

admin

Bruno Agostini é carioca, jornalista e fotógrafo. Especializado em turismo, gastronomia, vinhos e cervejas, viaja o mundo atrás de boas histórias, e da boa mesa. Com passagens por empresas como Jornal do Brasil, O Globo e Editora Abril, foi inspetor de restaurantes do Guia Quatro Rodas e é autor de livros, como guias de viagem, vinhos e restaurantes. Atualmente atua como freelancer, escrevendo para veículos especializados, entre jornais, sites e revistas, como Época Rio, Top Destinos, Carbono Uomo, Eatin’Out e Baco, entre outras. Contato: bagostini@gmail.com Instagram: @brunoagostinifoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *