Vale do Loire: vinhos, pescados, pé de porco e outras delícias

O Château Royal d’Amboise – Foto de Bruno Agostini

Estou acompanhando a viagem de amigos como Pedro Hermeto, Alain Inglês e Lis Cereja pelo Vale do Loire (vale seguir a Lis, que sempre tem ótimas dicas de comida, vinho e viagem, com uma pegada natural, orgânica, biodinâmica. Veja o Instagram: @liscereja).

O Pouilly-Fumé do Château de Tracy – Foto de Bruno Agostini

Adoro a região, que está a um pulo de Paris, não pelos castelos, como a maioria das pessoas, mas principalmente por causa dos seus vinhos. Como eu gosto. Entre os tintos, reina a Cabernet Franc, que está entre as minhas uvas preferidas. Entre os brancos, eu diria que a especialidade do Loire, se dividem no protagonismo a Sauvignon Blanc (leia mais aqui) e a Chenin Blanc. Além disso, é uma área repleta de pequenos produtores, e talvez seja uma das maiores concentrações de biodinâmicos do mundo.

Ostras na feira de Blois – Foto de Bruno Agostini

Próxima do mar, com esses brancos maravilhosos, tem uma culinária rica em pescados, e comer ostras e outros mariscos é esporte regional ali no Loire. Come-se muito bem por lá, obrigado.

E ainda temos os queijos, as caves “trogloditas”, que abrigam vinhos longevos, e que lá podem ser comprados a preços camaradas (vi garrafas dos anos 1950, por exemplo, na casa dos 60 euros).

Camila Lara, minha companheira de viagem, e o comandante, Jean Ley, personagem da matéria – Foto de Bruno Agostini

Deixo, então, esta matéria aqui, que fiz para a revista Boa Viagem, do jornal O Globo, onde tentei falar de tudo, menos de castelos. 😉

Salada com pé de porco no restaurante l’Auberge de La Boulaye, em Athée-su-Cher – Foto de Bruno Agostini

E também deste almoço aqui, antológico, da fase 1 do blog Rio de Janeiro a Dezembro:

admin

Bruno Agostini é carioca, jornalista e fotógrafo. Especializado em turismo, gastronomia, vinhos e cervejas, viaja o mundo atrás de boas histórias, e da boa mesa. Com passagens por empresas como Jornal do Brasil, O Globo e Editora Abril, foi inspetor de restaurantes do Guia Quatro Rodas e é autor de livros, como guias de viagem, vinhos e restaurantes. Atualmente atua como freelancer, escrevendo para veículos especializados, entre jornais, sites e revistas, como Época Rio, Top Destinos, Carbono Uomo, Eatin’Out e Baco, entre outras. Contato: bagostini@gmail.com Instagram: @brunoagostinifoto

2 thoughts on “Vale do Loire: vinhos, pescados, pé de porco e outras delícias

  • Fevereiro 18, 2017 at 4:09 pm
    Permalink

    Grande Bruno, estou adorando a nova casa, as matérias estão me inspirando na nova área profissional (já não era sem tempo, me formei sommelier pelo Senac e fiz o 1o nível do WSET), estou acompanhando pelo instagram também. Parabéns!
    Sobre a matéria do Loire, que time foi esse rodando pela região! Muito bom, mais Chenin e Cabernet Franc, mais pé de porco, mais ostras e menos castelos! hahaha

    Um abraço,
    Rafael Fernandes.

    Reply
    • Fevereiro 21, 2017 at 4:26 pm
      Permalink

      Valeu, obrigado. Abraço

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *