As minhas dez maiores experiências gastronômicas da vida (fora do Brasil)

Durante a viagem a Nova York, papeando com o amigo e ídolo Gabriel Cavalcante, ou Gabriel da Muda, dependendo do horário e grau etílico, começamos – já não me lembro bem as razões – a falar das grandes refeições que já fiz na vida, em viagens fora do Brasil (para falar dos lugares do meu país, o meu parâmetro muda um pouco, e acho melhor separar as coisas). Agora, vou pensar numa lista brasileira, quem sabe, e uma outra carioca.

As garrafas do Castello di Ama enfileiradas – Foto de Bruno Agostini

Mais que isso, eu diria experiências gastronômicas, isso porque no conjunto eu botei a minha estadia no Castello di Ama, na Toscana, com degustação de vinhos antigos, e históricos, pessoas incríveis ao redor e uma comida que até hoje lembro com emoção, pela sua linda combinação entre simplicidade e sabor. E também a incrível sequência de drinques da noite anterior, no The Dead Rabbit (acho que foi isso que inspirou o papo, porque acabei incluindo aquele bar na lista de maiores experiências de sabores que já tive, em parte também por querer fazer uma lista eclética, saindo apenas do circuito de restaurantes).

Per se: terrine de foie gras com gelatina de trufas com vinho Madeira saindo da cozinha – Foto de Bruno Agostini

Então, fui lembrando e anotando. Cheguei aos dez. Minha lista de grandes momentos à mesa, no no balcão.

Ostras com pera, no Mirazur – Foto de Bruno Agostini

Aí está a lista, numa ordem aleatória que não tem a ver com qualidade, e nem é alfabética (já escrevi sobre quase todos, então coloquei os links para os textos que encontrei. Quando não, deixei o do próprio estabelecimento).

 

Per se (na foto acima)

Castelo di Ama (na foto dos vinhos)

Steirereck

The Dead Rabbit

Le Meurice (na foto de abertura do post)

La Madia

Trattoria Della Posta

Marc Meneau

The Yeatman

Mirazur (na última foto)

admin

Bruno Agostini é carioca, jornalista e fotógrafo. Especializado em turismo, gastronomia, vinhos e cervejas, viaja o mundo atrás de boas histórias, e da boa mesa. Com passagens por empresas como Jornal do Brasil, O Globo e Editora Abril, foi inspetor de restaurantes do Guia Quatro Rodas e é autor de livros, como guias de viagem, vinhos e restaurantes. Atualmente atua como freelancer, escrevendo para veículos especializados, entre jornais, sites e revistas, como Época Rio, Top Destinos, Carbono Uomo, Eatin’Out e Baco, entre outras. Contato: bagostini@gmail.com Instagram: @brunoagostinifoto

2 thoughts on “As minhas dez maiores experiências gastronômicas da vida (fora do Brasil)

  • Março 14, 2017 at 12:31 am
    Permalink

    Em lugar de “uma lista carioca” não seria o caso de uma lista mais abrange, uma lista fluminense, a lista carioca é rica de opções mas já é bem conhecida, o mesmo nem sempre acontece com os sabores da serra ou mesmo do litoral.

    Reply
    • Março 14, 2017 at 12:14 pm
      Permalink

      Acho que cabem as duas listas, Wilson, mas por razões de futebol não gosto da palavra fluminense, logo escreverei Restaurantes do interior do Rio de Janeiro.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *