Beatrice Inn, no West Village: restaurante da moda em Nova York, uma casa de carnes diferente de todas as outras

Nova York não é só um ótimo lugar para se comer, indicador de tendências gastronômicas, coqueteleiras e culturais. É também a cidade que tem mais restaurantes “da moda”.  O Beatrice Inn, no West Village, é um desses lugares da moda, listada com um dos lugares para se estar nesta temporada de primavera-verão. Mas só serve para os carnívoros…

A fachada do restaurante, no West Village – Foto de Bruno Agostini

Escondidinho nos porões de um típico prédio nova-iorquino, de tijolinhos pintados de branco com a tinta descascando, tem escada de incêndio, e um letreiro de neon que bem poderia estar indicando um sex shop.

O salão principal, logo à entrada – Foto de Bruno Agostini

Era um bonito domingo de sol, frio, mas não muito, bem apropriado para o menu carnívoro da casa, dividida em três ambientes: dois salões frontais, um deles com um vistoso bar de onde saem bons drinques,que estavam vazios, e um outro espaço nos fundos, que estava lotado, um público jovem, o que é um dos indicadores para um restaurante “da moda”.

O bar, de onde saem bons drinques – Foto de Bruno Agostini

Aliás, “The Beatrice Inn is the most celebratory restaurant in the city.”: foi o que disse um artigo no The New York Times, em outubro de 2016.

Detalhe do salão – Foto de Bruno Agostini

O lugar se autodenomina “chophouse”, e tem até um estilo de decoração rústico que tem a ver com este tipo de restaurante muito popular em Nova York, dedicado às carnes.

Mas o restaurante  da chef Angie Mar não é uma chophouse qualquer. Nascida em Seattle e de origem oriental, Mar tem fama de ser uma ótima cozinheira de vegetais, e eles sempre estão em destaque nos menus do dia do Beatrice Inn. No cardápio está escrito: “The kitchen is happy to accommodate vegan & vegetarian options upon request. Please discuss with your server.”

Porém, é o espírito carnívoro de sua cozinha que fez do lugar uma das referências na cena atual da gastronomia, não só de Nova York, mas dos EUA.

Ela anda fazendo coisas incríveis por lá, com vários animais. Além de carnes bovinas de diversos estilos, alguns com maturação própria, Mar serve aclamados pratos com pato, flambado à mesa;  cordeiro, coelho e caças, como veado e javali selvagem.

No momento está em cartaz o “spring menu”, e ela muda o cardápio quatro vezes ao ano, um a cada estação, além de colocar sugestões do dia.

No inverno, lareiras artificiais aquecem os salões – Foto de Bruno Agostini

Estive lá no final do inverno, e o menu era diferente do atual (para ver, clique aqui).

Abre parêntese.  Vamos ao cardápio atual. Na parte de “crus”, há ostras e caviares, carpaccio de yellowtail, e o seafood plateau, com “East & West Coast Oysters, Cherrystone Clams, Hamachi Crudo, Nova Scotia Lobster Cocktail, Alaskan Snow Crab Claws”. Há pratos principais com lagosta e branzino ‘robalo’, mas o destaque vai para a seção “Of the Land”, com 12 receitas, entre elas torta de pato e foie gras; coelho defumado na lenha de macieira; rabada braseada e vários dry ageds: costeletas de cordeiro, burger e dois clássicos da casa, o “Cote de Bouef”, com 60 dias de maturação, e o Tomahawk Ribeye, peça com 12 dias maturação, com uísque. Além disso, também é famoso o Sunday Roast, servido aos domingos, um menu festivo, de raízes britânicas, típico de almoços em família, com uma sequência de pratos de enlouquecer: para saber mais, clique aqui, aqui, aqui, aquiaqui e aqui (textos em inglês). Fecha parêntese.

Mas voltemos ao inverno… Evidente que não posso me lembrar de cabeça do que havia em cartaz, naquela altura.

Começamos com o não-fotografado “potted rabbit on toast”, uma espécie de escabeche de coelho, servida gelada, com a gordura do próprio cozimento, sobre uma torrada.

Scotch eggs, desses que nos chegam do jeito que a gente gosta, com a gema mole Foto de Bruno Agostini

Começamos a nossa jornada com o scotch eggs,  feito com carne de linguiça de cordeiro e pólen de funcho, desses que nos chegam do jeito que a gente gosta, com a gema mole, a carne macia, e salpicado de cebolinha francesa pra dar uma refrescada.

O Prime rib Beatrice cut, no Beatrice Inn – Foto de Bruno Agostini

Não fomos até lá de brincadeira, e pedimos um corte do então chamado “Prime rib Beatrice cut, um corte da costela com dry aged de 60 dias, cujo serviço à mesa é um show à parte (veja aqui um vídeo).

Fritas com ervas e toque de trufas – Foto de Bruno Agostini

A gente não estava ali de bobeira, e escolhemos três acompanhamentos. Em primeiro lugar, as famosas fritas, com ervas e toque trufado, realmente muito, mas muito boas, como é fácil notar pela fotografia.

O slab bacon, uma ode ao porco – Foto de Bruno Agostini

E, ainda no espírito carnívoro que havíamos envergado naquela tarde, o slab bacon, cortado  em grossas fatias, e uma porção de black pudding (ou morcela mesmo).

Torta frita de maçã com caramelo de foie gras – Foto de Bruno Agostini

Para encerrar, uma linda e bem louca sobremesa, deliciosa, que se diga:  fried apple pie with ice cream and foie gras caramel sauce. Sim: torta frita de maçã com sorvete de baunilha e calda de caramelo ao foie gras, com toque de pimenta-do-reino.

Very crazy. And delicious. And original.

Muito doido. E delicioso. E original. É o Beatrice Inn.

SERVIÇO
Beatrice Inn: 285 W 12th St, West Village, NY 10014. Tel. (+01) 212-675-2808. thebeatriceinn.com

 

 

admin

Bruno Agostini é carioca, jornalista e fotógrafo. Especializado em turismo, gastronomia, vinhos e cervejas, viaja o mundo atrás de boas histórias, e da boa mesa. Com passagens por empresas como Jornal do Brasil, O Globo e Editora Abril, foi inspetor de restaurantes do Guia Quatro Rodas e é autor de livros, como guias de viagem, vinhos e restaurantes. Atualmente atua como freelancer, escrevendo para veículos especializados, entre jornais, sites e revistas, como Época Rio, Top Destinos, Carbono Uomo, Eatin’Out e Baco, entre outras. Contato: bagostini@gmail.com Instagram: @brunoagostinifoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *