A caminho de Minas Gerais, terra da melhor comida regional do Brasil

Fogão a lenha no Pau de Angu – Foto de Bruno Agostini

Com todo o respeito às outras, e apenas Tóquio poderia se equiparar (e se equipara mesmo), Nova York é a cidade mais incrível do mundo quando o assunto é gastronomia, porque encontramos tudo ali. É quantidade, qualidade e diversidade, em sua máxima potência.

Por isso, foi a cidade escolhida para a nossa primeira Viagem com Farofa. Mas o site é brasileiro, e não vamos percorrer apenas as delícias do mundo, mas também as do nosso país. E como este redator que vos assina acha que a mais incrível comida do Brasil é a mineira, é para lá que nós vamos na nossa segunda viagem gastronômica (será pelo menos uma por mês ao longo deste 2017).  Tiradentes e arredores, uma folia momesca, pra terça-feira ser mesmo gorda como um bom torresmo.

Só que este site é carioca, e a próxima Viagem com Farofa será no Rio de Janeiro, no final de março. Isso depois de mais um tour gastronômico pela cidade das mil delícias. Sim, Nova York. Aguardem, que em março estamos lá de novo, e na ilustre companhia de Gabriel Cavalcante, tão bom sambista quanto parceiro de mesa. E que sabe tudo de Manhattan e arredores.

Também vamos à Itália, que “secondo me”, é o melhor país do mundo para se comer, pela diversidade, pela consistência, pela densidade, pela paixão, pelas tradições, pela cultura culinária, pelas paisagens dramáticas que são justamente os responsáveis pela imensa qualidade dos ingredientes, e dos saberes ancestrais nos preparos, de carnes, molhos, pães, queijos, embutidos e toda a sorte de conserva. Viva a Itália.

San Sebastián, na Espanha, e Bruxelas, com tour cervejeiro na Bélgica também estão nos planos. Ásia? Muita vontade, ainda no plano dos sonhos. Outro: comer salmão selvagem no Alasca, e quem sabe um dia na Escócia.

E há tantos outros. Melhor, por enquanto, parar por aqui. Por ora, vamos pensar – e comer – Minas Gerais. Mandamos notícias pelo caminho.

E deixo por aqui dois links.
Um, para uma reportagem sobre Tiradentes, para o Boa Viagem.
Outro para uma matéria sobre o melhor torresmo do mundo, no Bar do Bigode e Xororó, em Juiz de Fora.

 

 

admin

Bruno Agostini é carioca, jornalista e fotógrafo. Especializado em turismo, gastronomia, vinhos e cervejas, viaja o mundo atrás de boas histórias, e da boa mesa. Com passagens por empresas como Jornal do Brasil, O Globo e Editora Abril, foi inspetor de restaurantes do Guia Quatro Rodas e é autor de livros, como guias de viagem, vinhos e restaurantes. Atualmente atua como freelancer, escrevendo para veículos especializados, entre jornais, sites e revistas, como Época Rio, Top Destinos, Carbono Uomo, Eatin’Out e Baco, entre outras. Contato: bagostini@gmail.com Instagram: @brunoagostinifoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *